É claro que eu devia ganhar o Nobel. Mas acabava-se o sossego. Deus me livre.

Partilhe:
Facebook, Twitter, Google+.
Leia depois:
Kindle