Chaque lecteur est un traître... très bien. S’il n’est pas capable de lire évidentement il est un traître, il fait sa propre interprétation. La difficulté c’est comme de voir un film, c’est de le voir réellement… et de ne pas se projeter sur l’écran… et la difficulté c’est de lire un texte, c’est de le lire réellement. Moi, j’ai lu trois textes dans ma vie, pas plus.

Jean-Marie Straub, 6 Bagatelas

 

Pedro Costa realizou a sua primeira longa-metragem, O Sangue, em 1989. Onze anos depois, em 2000, criou No Quarto de Vanda, o filme que marca a sua passagem definitiva para uma outra zona, para um cinema em muitos aspectos distante do que fizera até então e de tudo o que à sua volta se continuou a fazer. Cavalo Dinheiro, de 2014, é actualmente o último da série.

Não esquecendo ou menosprezando a inequívoca singularidade de cada um dos filmes, a seguinte sequência de imagens, todas elas retiradas de longas-metragens do autor, procura traçar as relações entre esses filmes e a transfiguração que alguns elementos foram sofrendo.

Partilhe:
Facebook, Twitter, Google+.
Leia depois:
Kindle

Todas as imagens foram retiradas dos seguintes filmes de Pedro Costa:

O sangue.png